Compulsão Alimentar e Frustração!

Olá Meninas,

Ontem andando pelos blogs vi uma amiga de blog em dificuldade. O nome dela é Diane se puderem passem no blog dela para dar uma força também.

Bem, hoje quero falar sobre a situação que ela (Diane) passou e que sei que muitas de nós passam as vezes.
Em resumo: o problema foi de compulsão alimentar seguida de frustração por não conseguir cumprir com os objetivos  propostos. No momento de compulsão ela comeu um pacote de biz em questão de poucos minutos e em seguida teve o momento de frustração em que ela verificou que tem tentado fazer tudo o que dizem que é bom e mesmo assim não tem tido resultados, ela está tencionando em ir à um psicologo por sugestão dada pelo marido dela.

Como minha resposta ao post dela foi praticamente um post e sei que é de interesse para muitas eu publico ele aqui também, claro que essa postagem já teve a permissão da Diane.

#########################
Minha resposta para a Diane foi:

Oii Di, certo acho que entendi a situação.
1° Tente ter calma,
2° Conversar com os outros é uma boa forma de solucionar nossos problemas, seja com psicólogo ou mesmo com o maridão. Como com o maridão nós confiamos todos os nossos segredos é mais fácil, mas falar com o maridão exige um bom grau de comunicação e confiança entre os dois. E isso é bom para o casamento também.
3° Não se cobre por perfeição pois só 1 é perfeito e o nome dele é Jesus.
4° Descobrindo os porquês imagine-se resolvendo eles.

Você pode me perguntar:
Onde arranjar calma num momento em que me descontrolo? bem essa pergunta é realmente difícil de ser respondida por outra pessoa. Pois só você sabe e conhece coisas que te acalmam, seja conversar com Deus, seja um banho longo, ouvir música, um chá, um livro... enfim tem várias coisas que você pode fazer pra fugir desse descontrole. Tente fazer coisas que te acalmam e te tirem do estress.

No quesito comer qualquer bobagem: muitas vezes podemos resolver com um chá, com um pratão de salada, com água, e pra mim algumas vezes funciona ir malhar ... Deixar comidas lights prontas na geladeira podem ser um bom aliado nesses momentos.

Nos Exercícios: caminhadas e hidroginástica ajudam muito, mas não são os exercícios que queimam mais calorias, mas mesmo algo mais tranqüilo como uma caminhada leve já ajuda no emagrecimento.
Se gosta de malhar na água (eu tb gosto) indico que faça natação que é um exercício de maior intensidade e trabalha todo o corpo, e portanto queimamos mais calorias.
Outros exercícios que ajudam a eliminar peso rápido são: musculação, correr e pular corda.

Falando sobre emagrecimento:
Existe uma regrinha que funciona pra todos, mas é necessário compromisso com o método e principalmente com você mesma.
O método é simples: Gastar mais calorias e consumir menos calorias. O resultado será emagrecer.
Neste método é necessário ter uma agenda para anotar todos os alimentos que come e suas quantidades, nessa agenda anota-se também os exercícios feitos e a duração deles.
Escrevi sobre o método mais detalhadamente nesse post:
http://justva.blogspot.com.br/2012/01/contagem-calorias-como-fazer.html

Sobre o consumir o que os outros dizem ser bom:
Você deve tomar muito cuidado com isso, pq muitas coisas que saem na mídia não fazem bem para nós.
Exemplo. A chia tem toxidade e pode dar problemas nos rins.
O óleo de coco, não emagrece!!! Quem pode acreditar que um óleo que tem 9,8kcal por grama ajuda a emagrecer?
Pra você ter uma idéia o açúcar é 4kcal por grama. E se pensarmos um pouquinho vamos lembrar que nos indicam a eliminar o açúcar do cardápio porque ele nos engorda, mas o açúcar tem pouco menos da metade das calorias de qualquer óleo.  Então eu não posso acreditar que óleo algum emagreça. (questão de matemática e bom senso)

Di, querida. Tenha muito cuidado com o que a mídia diz que é bom. Você é inteligente e pode tirar suas próprias conclusões sobre esses alimentos que dizem ser "fantásticos". Nos custa bem menos tanto em dinheiro quanto em saúde pesquisar e ver o que realmente nos faz bem.
#########################

Ok, essa foi minha resposta para a Diane. Mas também é resposta para mim e pode ser para vocês nos momentos de compulsão, frustação e reflexão do que é ou não bom para nós.

Desejo que tenham cuidado com o que a mídia diz que é bom, sempre desconfiem.

Meninas, perguntinhas pra vocês:
Como vocês lidam com a compulsão e frustração?
Qual seria o conselho de vocês?

Tenham um ótimo dia !
bjos Va.

Sobre a autora: Serva do Senhor Jesus, publicadora na web e nas horas vagas artesã. Google Plus | Facebook

20 comentários:

  1. oi Vá, nossaaa esse seu post é a minha cara haha, bom... com a frustração e a compulsão tento lidar d forma calma , tento pensar em outros assunto q me interessa muito, e o conselho é o mesmo q o seu, poios achei esse seu conselho ótimo!
    beijos

    ResponderExcluir
  2. Nossa Va quantas vezes já fiz isso, de comer uma caixa de bis em minutos...

    Penso que temos realmente que ter calma e desviar o foco, pensar em outra coisa mesmo, ler um livro, ver um video, uma coisa que possa estar a mão nesses momentos de descontrole e ao mesmo tempo manter-se longe desses alimentos aos quais recorremos sempre que bate aquela frustração.

    Beijos vou visitar a Diane!

    ResponderExcluir
  3. Acho que todo mundo sabe o que fazer o problema é como fazer. E tem coisa que não adianta falarem só acontecem quando um clique dentro da gente acontece.

    Tenho plena noção do que me engorda: gostar de comer, mas também gosto de ler, de ver tv, de passear... Não sou doente ou compulsiva por apreciar o que como mas sei também que tenho que maneirar para nao ficar triste depois e isso só depemnde de mim...

    Bjus e boa semana!

    ResponderExcluir
  4. Eu sinceramente não me cobro muito... Eu sempre uso a lei da compensação. Se exagerei num dia, no outro compenso comendo menos... Fazendo isso, com o tempo minhas crises diminuíram bastante.
    E mantenha sempre em mente o foco!
    E nunca se retire totalmente as delícias da sua dieta, é essa retirada repentina que leva a compulsão! Vá diminuindo a quantidade...
    bjinho

    ResponderExcluir
  5. "óleo de cocô" não, né, linda? HAHAHAHAHHA.

    então, a questão do óleo vai além de que o óleo faça emagrecer. do mesmo jeito que qualquer gordura "boa", com ômegas 3, 6, 9 (o óleo tem 6 e 9), ele retarda a entrada da glicose no sangue fazendo com que a pessoa estoque menos energia. o óleo por si só não faz emagrecer. mas, como azeite, óleo de cártamo e esses óleos em geral, qualquer comida adicionada deles entra mais devagar na corrente sanguínea, o que evita hipoglicemia de rebote e dá mais saciedade. além de ajudar no funcionamento do intestino.

    e essa matemática de que a gente tem que gastar mais do que entrou é uma meia verdade. 100 cal de proteína não são iguais a 100 cal de brigadeiro. primeiro que a proteína evita perda de massa muscular, o que já faz com que o metabolismo não caia. segundo que o brigadeiro dá um susto no organismo e ocorre liberação de muita insulina. pra quem já tem resistência a insulina (síndrome metabólica, que faz a pessoa acumular na região abdominal), isso evita a lipólise e ainda faz com que a pessoa estoque mais gordura ainda.

    ou seja, as coisas são um pouquinho diferentes do que todo mundo pensa. se fosse assim, ninguém seria gordo.

    ResponderExcluir
  6. Minha compilsão smpre foi relacionada a chocolate, principalmente a bolacha Bono. Meo deosoo, não consigo comer só uma ou dua bolachinhas, só me satisfaço com o pacote todo, mas desde q comecei a RA, passo s pacotes da Bono. Tem algumas coisas que eu gosto exageradamente, não consigo comer pouco. Outro exemplo, é o Churros, e tb desde q tinha começado a RA, evitava ir nas pracinhas q eu sabia q tinha alguém vendendo. Outro dia fui num circo e lá estava a barraquinha do Churros, comprei um, matei minha vontade e pronto. Só um.
    Então, pra evitar a compulsão, eu evito comprar ou estar nos lugares onde tem aquilo q me causa compulsão, até eu conseguir ter um autocontrole.

    ResponderExcluir
  7. a questão do óleo, eu sempre fiqui desconfiada, como é q um óleo pode ajudar no emagrecimento, mas eu tive q experimentar para crer q ele é só algo do momento. Tomava a qtdade recomendada por dia (4 colheres de sopa). Tomei durante 1 mês, não vi resultado nenhum, nem inibição de apetite, nem redução da circunferencia abdominal, nada. Pelo menos não engordei nessa minha experiência frustrada.

    ResponderExcluir
  8. Oi flor
    Bom as vezes eu me sinto assim e o que tem sido ótimo pra mim é correr para o blog e falar das minhas angustias e frustações. Meu marido já está muito cansado de tanto ouvir falar em dieta kkk
    Eu tento ter sempre coisas possíveis perto de mim para os SOS
    Mas quando nada disso funciona eu respiro fundo e começo de novo
    bju

    http://mundorohsa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  9. Oi Va,

    Adorei o recadinho que você deixou no blog, muito obrigada.

    Esse lance de compulsão é complicado, eu me identifico com problemas para evitar o excesso quando estou muito nervosa, parece que tenho vontade de comer sem parar.. mas não me considero com problemas de compulsão pq isso quase nunca acontece.


    A cor do esmalte é "Topless" da Ana Hickmann (para ficar naquela cor é necessário duas camadas).

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Oi Va, adorei o post.
    Esse assunto de compulsão alimentar e frustração é muito delicado. Confesso que a um tempo atrás (por volta dos 16 a 18 anos) sofria muito com a compulsão alimentar e lendo sobre coisas inúteis para emagrecer rapidamente depois de uma crise dessas conheci a Mia. É isso mesmo, foram mais de 2 anos de minha vida, sempre nesse mesmo ritmo: me esbaldava em besteiras e depois vinha a Mia. Hoje em dia sou uma mulher, não mais aquela adolescente que vivia chorando pelos cantos por estar acima do peso, hoje eu sei o valor que tem a minha vida e a minha saúde, e nem em sonho penso mais nessas bobagens...
    Hoje em dia quando vejo que estou prestes a cair em uma tentação, de todo o meu coração, eu venho pro Blog. Aqui eu vejo que não vale a pena se descontrolar e vendo os erros e os acertos de minhas colegas, até esqueço a vontade de comer besteiras. Para me ajudar também, e separei uma parte do armário e da geladeira, onde eu coloco todas as minhas coisas saudáveis, as outras partes são para a minha "filhota" e para o meu marido, e eu procuro nem ver o que tem, para que o desejo não venha. Assim fica mais fácil e foi o que eu aprendi em um blog de uma colega: O que os olhos não veem, o estômago não quer!
    Bjos Gih♥

    ResponderExcluir
  11. Oie Va.
    Amei seu post.
    Resumiu tantas coisas que eu venho pensando e concluindo.
    Bjão

    ResponderExcluir
  12. Va... vc é atenciosa demais querida! Sempre ajudando alguém!
    Vc é muito sábia nos seus conselhos e na tentativa de ajudar uma pessoa, vc acaba ajudando várias.
    Hoje meu dia foi bem difícil e aí encontro um post desse. Me fez muito bem.
    Continue sempre assim viu?
    Vc consegue escrever de uma maneira muito gostosa de ler.
    Muito obrigada!

    ResponderExcluir
  13. ai va, era justamente o que eu precisava ler, nãoe stou numa maré mto boa..........
    todas dicas valiosas
    beijos

    ResponderExcluir
  14. Seu post foi demais. Simplismente uma injeção de ânimo. Mil beijos!!!!!!

    ResponderExcluir
  15. Oi, Va, super a calhar seu post... Ontem mesmo li algo na mesma linha no Pensando Magro. Algo como deixar de procurar um exemplo e trabalhar para ser este exemplo. Eu acredito que parte de meus momentos de compulsao sao decorrentes de momentos de extrema ansiedade. Vc sabe do meu curso, das minhas provas, mas eu sumi esses dias e os motivos sao tantos que vai render um post imenso, e as vezes a comida parece um conforto maior. Pena q dura poucos segundos e depois vem a culpa... enfim... nao é facil ne? se fosse nao tinha tanta gente acima do peso... mas parece q o grosso do problema ta dentro de nos mesmas, temos que encontrar essa força que precisamos, q certamente ta escondida em alguma dobrinha ou algum pneuzinho desses corpinhos roliços... rsrsrs (Menos o seu, q ta cada dia mais esbelto)
    Beijos, saudades!

    ResponderExcluir
  16. Vá sem palavras com seu carinho viu flor! bjao

    ResponderExcluir
  17. Oi Va! Adorei seu texto! Como sempre, muito boa reflexao!
    Mas sobre a questao de desabafar com o marido temos que ter certo cuidado, pq afinal se fizermos dele nosso psicologo, isso pode pesar na relacao. Entao compartilhar sim, claro, mas deixa a parte da psicanalise pro profissional! Heheheheh

    ResponderExcluir
  18. Oi Vá, tudo bem? Nossa, adorei o post e ao mesmo tempo estou morrendo de vergonha! E não é pelo fato da compulsão e frustração seguinte não; é pelo fato de acreditar no que a mídia diz. Eu tomo tanta coisa que até Deus tem dificuldade de me acompanhar... nem tudo foi indicação da mídia não, as vezes foi de conhecidos, as vezes vi na farmácia, e vou tomando! Oh só pra vc ter ideia: eu tomo uma colher de vinagre de maçã com água em jejum todos os dias; depois duas cápsulas de óleo de prímula; no meio da manhã duas capsulas de colágeno; meia hora antes do almoço tomo duas cápsulas de quitosana; no começo da tarde duas cápsulas de óleo de helianthus; antes do café da tarde duas cápsulas de quitosana; duas horas depois duas cápsulas de colágeno; antes da janta duas cápsulas de quitosana; tempo depois duas cápsulas de colágeno novamente; ah as vezes antes do almoço e janta uma colher de óleo de coco e hoje coloquei chia no danone... MEU DEUS DO CÉU, meu corpo deve estar pedindo socorro de mim mesma!!! E agora?

    ResponderExcluir
  19. Oii! Ótimo post! A compulsão é um grande problema pra mim...para evitar uma crise fico longe do q é muito tentador pra mim já q não consigo ficar só na provinha...

    Beijos

    ResponderExcluir
  20. Ei Vá. Infelizmente, eu não tenho nenhum conselho pra dar sobre compulsão. Na verdade eu tenho sofrido com ela e as suas palavras foram de grande importância pra mim! Obrigada por compartilhar com a gente!

    Bjim da Dé!

    ResponderExcluir

Google+