Receita Polenta Cremosa da Va

Oii meninas,

Querem uma receita gostosa e quentinha para um dia frio?
Pois bem, a receita de hoje é da polenta que eu faço aqui em casa.



Mas o que é polenta?
Polenta é um alimento típico da culinária italiana, mas que tem amplo uso e aceitação em diversos países, como Argentina, Brasil e Uruguai. Sua base é a farinha de milho.

Dica desafio emagrecimento blogsfera light.


Oi Meninas,
Estava passeando em alguns blogs hoje e vi que tem um desafio de emagrecimento com inscrições abertas.

Vamos caminhar?

Oi Meninas,

Que tal uma caminhada para ajudar no emagrecimento e aproveitar as temperaturas agora desse início de outono que estão bem propicias?
A perda de peso está lenta, lenta por aqui. Mas estou seguindo em frente e feliz com a perda de peso já obtida.
Então, já decidiu? Vamos caminhar?

Benefícios da aveia para a saúde

Os benefícios da aveia para a saúde
A aveia é um cereal, sendo um alimento saudável e altamente benéfico para saúde.
Além de proporcionar mais saciedade a aveia é nutritiva.
A aveia está relacionada ao bom funcionamento intestinal, à diminuição e manutenção dos níveis de colesterol total e LDL-colesterol.

Nutrientes da aveia 
A aveia é um cereal rico em diversos nutrientes.
A aveia é rica em vitaminas B, vitamina E, fibras, proteínas, cálcio, ferro, carboidratos, zinco, selénio, cobre e magnésio. A aveia ainda é rica em ácido linoleico, lecitina e avenina.
foto: infoescola.com

Diário Alimentar: uma ferramenta de perda de peso bem sucedida.

Diário Alimentar: uma ferramenta de perda de peso bem sucedida.
Segundo a revista Time, em comparação com outros métodos de perda de peso, pessoas que mantinham um diário alimentar perderam uma média de 8 kg em um período de 6 meses, enquanto pessoas que seguiam dietas, mas que não mantiveram diário alimentar só perderam 4 kg para o mesmo período.

Sempre digo que devemos manter um diário alimentar, mas também sei que é difícil manter a motivação para se escrever tudo o que comemos, mas tenham paciência que com o tempo vira rotina e passa a ser mais prazeroso. Posso dizer por experiência própria que foi o melhor método de controle da alimentação que eu já experimentei. Vamos ver as vantagens, como e por que usar o diário alimentar?

Mitos e verdades da Depilação

Mitos e verdades da Depilação.

1° Raspar com lâmina pode engrossar os pelos ?
Mito. "A lâmina faz apenas um corte, não muda a espessura" afirma a dermatologista Maria Fernanda Gavazzoni. A haste do pelo é mais grossa na parte central e na raiz e mais fina na ponta exposta. A lâmina corta o pêlo no meio da haste. Após uns dois dias, o pêlo começa a crescer exatamente a partir dessa parte mais grossa que já existia e, assim, há a falsa impressão de que os pelos engrossam.

2° Fazer depilação com cera ouente nas pernas aumenta a quantidade de varizes ?
Mito. A cera quente pode provocar uma dilatação temporária dos vasos, mas muito rápida. "O 'trauma' que a cera causa é apenas na superfície da pele. Não faz sentido afirmar que depilação com cera quente resulta
em varizes", comenta a dermatologlsta Carla Albuquerque. O angiologista e cirurgião vascular Ricardo Tebaldi explica que as veias varicosas ficam abaixo da hipoderme, uma camada mais profunda do que a cera pode atingir. "Mesmo os indesejáveis vasinhos não sofrem a ação da cera quente. Apenas os pacientes com trombose superficial da perna (tromboflebites) e com veias que romperam e sangraram recentemente
devem ter cuidado com qualquer tipo de depilação", completa ele.

3° Retirar completamente os pelos da virilha traz riscos à saúde ?
Verdade. Alguns ginecologistas reprovam a técnica da depilação completa porque os pelos pubianos servem de proteção contra a invasão de bacterias nessa área. Mas, ao mesmo tempo, o excesso de pelos e a falta de higiene podem contribuir para o acúmulo de bacterias.

4° Dói mais depilar antes ou durante o período menstrual ?
Verdade. A depilação deve ser feita até 10 dias antes do começo do ciclo. No período pré-menstrual, o organismo retém água e a pele estica, aumentando a sensibilidade à dor. "Devido as alterações hormonais próprias da fase, há uma diminuição da resistência à dor, sendo mais difícil suportá-la", diz a dermatologista Carolina Marçon.

Google+